segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

MITO PRIMORDIAL

Do rosto emergiu uma flor,

A flor desabrochou como queria,

Assim nasceu o Amor,

E dele a Noite e o Dia.




Foto e poema: apm

2 comentários:

Mariz disse...

Belíssimo este poema...porém atráves do Som: OM, ou AUM!
O universo se fundiu em SI!

Um abraço brilhante...universal
sempre...
Mariz

arlindo mota disse...

As palavras são amáveis e sinceras, pelo que já conheço da Mariz.Mas o mais importante é a sua companhia desempoeirada, que rima com o perfil publicado. Estou curioso por ir conhecendo o seu universo - mais pelas pegadas que pelas suas palavras - e aqui, e ali(no Pó e Luz)vou partilhando interrogações e certezas.E assim vou continuar...

Um abraço e um até breve...
arlindo mota