quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Zeca Afonso - Filhos da Madrugada!

nana

2 comentários:

Mariz disse...

Salvé Arlindo!
como nestes últimos tempos nã tenho andado muito bem - os tsunamis não avisam...entram "terra dentro" e há sempre maneira de "ir" na onda...com a força que não se imagina...

Por isso achei melhor cantar aqui um pouquinho para matar saudades dos tempos em que já era destemida e não tinha medo de nada nem de ninguém.

"SOMOS FILHOS DA MADRUGADA
PELAS PRÁIAS DO MAR NOS VAMOS
Á PROCURA DE QUEM NOS TRAGA
VERDE OLIVA DE FLOR NO RAMO
NAVEGAMOS DE VAGA EM VAGA
NÃO SABEMOS DE DOR NEM MÁGOA
PELA PRAIA DOA MARES OS VAMOS
É PROCURA DA MANHÃ CARA".

Há muito que isto deixou fazer sentido"..."verde oliva de flor no ramo"

Não percebi aquela do google...
Ganhe o tempo certo, para o gastar no seu livro...
é sobre a Alice? (srs

promessa é para cumprir...
sempre...
Mariz

Mariz disse...

Errata: "MANHÂ CLARA!"

foi do sono...
outras erratas: ora se á era desteminda, é lógico que não tinha medo de nada nem de ninguém...olha que coisa!

Mariz