sábado, 6 de março de 2010

SÃO GONÇALVES: POEMA PARA CIBELE

A seara está madura

os frutos prontos

a ser colhidos

nas mãos

da amizade

a ternura

dos amigos

que se deram.

I

Do olhar de uma

mulher

a luz que os homens

negaram

no corpo da musa

cibele

o renascimento

do amor almejado.

II

Mas é na hora

da partida

que o amor

mais se sente

da poesia

e do poeta

que marca

a alma

da gente.


São Gonçalves é uma talentosa poetisa, dotada de uma escrita límpida e despojada, a quem agradeço a amizade partilhada.

2 comentários:

São disse...

Um poema simples ,com palavras simples que definem sentimentos grandiosos.

É um pouco como tudo o que escrevo.

Gostei muito de me verr por aqui.

Andei a procura de de uma foto pa este poema.se encontrar mando-lhe por email.

Beijo

arlindo mota disse...

isto ainda está muito "desarrumado" pois abandonei-o durante uns tempos pois o conceito ainda não estava completamente estabelecido...

e foi um gosto recebê-la. Não tive tempo para procurar foto que se apropriasse (eu utilizo sempre fotos minhas ou dos meus convidados).

beijo