sábado, 13 de março de 2010

MUSEU DO LOUVRE: TRADIÇÃO E MODERNIDADE




















"...fora em Paris, no Museu do Louvre, quando se encontravam naquela fila imensa que dá cor, movimento e justificação à Pirâmide" (In Alice no País do Faz-de-Conta, de Arlindo Mota)

2 comentários:

São disse...

Já por aqui andei,numa manhã fria de janeiro,fuji as filas que se fazem no verão.

é uma visita interessante.

arlindo mota disse...

Esta foto pretendia ser um separador para o poema da São e ao mesmpo tempo separador para um novo poema. Pus uma frase de um livro meu de crónicas "Alice no País de Faz-de-Conta", só para me lembrar de uma tese que aí sarcasticamente defendi: a de que os portugueses, estando numa fila, olham para trás, e dizem "está muita gente. Então fico" e não olham para a frente, sevindo isto para a nossa atitude de auto-ºcomiseração...Filosofices... bj