sexta-feira, 26 de abril de 2013

HOJE NÃO DESCI A AVENIDA...


                                      painel de Mariana Dias, Kid´s Guernica 2011, Escola Anselmo de Andrade

                                                             
hoje não desci a avenida não perguntes porquê

não, não era o pólen como da outra vez…

hoje fiquei olhando do outro lado do rio

como se fora o dia de todos-os-santos

que vi tudo de negro ou os meus olhos já não vêm tanto?


hoje atravessei a ponte meia lisboa sob o meu olhar

e tu não estavas lá para me receber

porque te foste embora mãe?

desta vez não me tiravam dos teus braços

e a ponte já mudou de nome…


porquê as lágrimas mãe? onde está aquela força

disfarçada de sorriso enquanto me afagavas

e as sombras deambulavam pela casa?


não são perguntas mãe ou lendas de rainha

(nem cravos nem rosas)

a força que guardo das tuas mãos nas minhas


arlindo mota

9 comentários:

Canto da Boca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Canto da Boca disse...

Em toda avenida pode ter a Liberdade, significativo poema, e em especial num pós 25 de Abril.

Relevo dois fragmentos, Arlindo, "A ponte já mudou de nome" e "não são perguntas mãe ou lendas de rainha

(nem cravos nem rosas)", impossível não sentir a Revolução.

Abraço!

Joana disse...

eis outro poema maior, retenho o terceto final que é um verdadeiro poema às mães. uma ternura... bjs

arlindo mota disse...

para Canto da Boca,

agradeço-lhe a possibilidade de continuarmos a trocar reflexões mesmo que só circunscrito a este cantinho que tenho mantido apesar dos pesares...e tb a indelicadeza de não ter respondido aquando do meu aniversário, mas o facebook não fazia parte das minhas rotinas...

obrigado. abraço

Canto da Boca disse...

Não se preocupe, Arlindo, sou sua leitora, independente da circunstãncia, e ou de deixar algum registro aqui ou não. Gosto imenso das suas poesias. É sempre um prazer ler-te e podermos interagir aqui, sim.

Obrigada também por ter me adicionado ao seu facebook, tanto quanto pela delicadeza da resposta (embora não precisasse). ;))

Abraço!

;))

arlindo mota disse...

para Joana,

esqueci-me dos amigos mais chegados, é que estava em falta!

é, fazes uma boa leitura, estou a pensar postá-lo no Dia da mãe

bjs

arlindo mota disse...

para Joana,

esqueci-me dos amigos mais chegados, é que estava em falta!

é, fazes uma boa leitura, estou a pensar postá-lo no Dia da mãe

bjs

OUTONO disse...

...os momentos da grande poesia.

Abraço!

JLO

arlindo mota disse...


...caro josé luis, entre exposições e amizades cultivadas a sul ainda tive o prazer da visita e das palavras de oferenda...

abraço amigo