sexta-feira, 28 de setembro de 2012

DANÇA DAS CORES





DANÇA DAS CORES

Está de moda, dizes, o fogo de artifício,

cores e efeitos, sob um céu estrelar.


No sentido inverso à direcção do vento,

entre as amuradas dos navios ancorados,

sopra uma inesperada brisa terna e cálida,

que afaga delicadamente os nossos corpos.


Nesta dança de cores e sentimentos,

é a festa da luz, rodízio de ternura,

do azul ao cinzento, forma pura.
 
 
arlindo mota
 
foto: apm

4 comentários:

Por Amor disse...

ARLindo querido ...leve e lindo ...claramente verdadeiro ...e vamos por ai ...com todo meu carinho e um grande abraço Pedro Pugliese

Carlos Rímolo disse...

Perdoa-me a invasão, poeta! Vim visitá-lo por indicação de um amigo. Gostei do que vi. Tem excelente conteúdo e você grande sensibilidade poética.
Meus parabéns!!!

Poeta Cigano - 13/10/2012

http://carlosrimolo.blogspot.com

mariam disse...

... a festa das palavras...
Belo poema!

Beijinhos :)
mariam

Natalia Nuno disse...

E eu venho trazer-lhe um abraço, pois há muito que não sei nada do amigo Poeta.

Boa semana, foi um prazer ler alguma poesia por aqui, fique bem.

natalia nuno
rosafogo