sábado, 27 de fevereiro de 2010

NUANCES


"Ana Coelho e José Antunes, são dois autores com uma envolvente e genuína pulsão pela poesia. Na escrita e nos gestos, que de gestos também se constrói a poesia.(...)

Ana Coelho navega mais suavemente nas palavras, é, de algum modo, o lado assumidamente feminino do livro; José Antunes, de escrita comedida, apresenta mais arestas na leitura e na interpretação da sua simbologia. Comum aos dois, a contenção vocabular e arredia da adjectivação excessiva, que torna a sua poesia rigorosa e límpida, dotada de uma invejável coerência interna"

(Arlindo Mota, in Prefácio)

1 comentário:

arlindo mota disse...

Foi um intenso prazer e uma honra apresentar (e ter feito o dispensável Prefácio) de dois poetas, pela "escrita e pelos gestos, que de gestos também se constrói a poesia".

um sonho já está (e bem...) cumprido!